• Rafaella Galardo

Portugal tem cinco novas estrelas no Guia Michelin 2022

Um restaurante de Lisboa, um do Porto, um do Alentejo e dois do Algarve vieram se somar à lista. O país tem agora 33 casas estreladas!


Salão do restaurante Esporão, no Alentejo: duas estrelas de uma vez só, uma delas a verde. Crédito: Bruno Barata/Reprodução

A edição 2022 do Guia Michelin da Península Ibérica foi lançada na semana passada e cinco novos restaurantes foram premiados com uma estrela, se somando a lista que já tinha 21 casas. Portugal tem, agora, 33 restaurantes premiados e um total de 40 estrelas, feito inédito na história da gastronomia do país.

É claro que ainda não está aos pés das estrelas da Espanha, com quem divide as páginas da publicação, nem sequer atingiu a cotação máxima de três estrelas, mas são boas novas, ainda mais por um detalhe: a descentralização. Entre os cinco premiados, apenas um fica em Lisboa e um no Porto. Os demais estão espalhados pelo sul do país, entre o Alentejo e o Algarve.


Se gosta de incluir refeições especiais ao planejar viagens, fique de olho nestes novos destaques:


Esporão – Reguengos de Monsaraz, Alentejo

O chef Carlos de Albuquerque Teixeira, do Esporão: criatividade e “zero waste”. Crédito: Divulgação/Divulgação

Imerso nos vinhedos também premiados da Herdade do Esporão, numa propriedade que data de 1267, o restaurante alentejano tem sala de ares nórdicos e grandes paredes de vidro que descortinam o cenário ao redor, incluindo um cênico lago. A cozinha, comandada pelo chef Carlos de Albuquerque Teixeira, se autodenomina uma cozinha de terroir, focada no produto local (que vem ou da horta biológica própria ou de pequenos produtores). Distante cerca de 180 quilômetros de Lisboa, é programa ideal para um dia inteiro – a propriedade organiza degustações de vinho e azeite e atividades como piqueniques ou passeios de bicicleta.

Com uma proposta de zero waste, o restaurante ganhou ainda uma estrela verde, distinção para casas com propostas sustentáveis.


A Ver Tavira – Tavira, Algarve

Sobremesa do Restaurante A Ver Tavira: uma das boas novas do Algarve. Crédito: Divulgação/Divulgação

Com uma linda vista sobre o Rio Gilão e a cidade, a casa do chef Luís Brito propõe uma interpretação de receitas internacionais com base nos ingredientes regionais, com toques contemporâneos.

Entre os três menus degustação, um é vegetariano. Os preços variam de € 60 a € 125 por pessoa e as harmonizações, de € 35 a € 75.


Al Sud – Lagos, Algarve

Sobremesa do Al Sud, também no Algarve. Crédito: Divulgação/Divulgação

O restaurante do Palmares Resort Clubhouse tem sua maior inspiração no Atlântico, com foco nos peixes e mariscos da costa algarvia. No comando da cozinha, o chef Louis Anjos coleciona passagem por grandes restaurantes, entre eles o Martín Berasategui, um dos mais tradicionais três estrelas do País Basco.


Cura - Lisboa

Salão do restaurante Cura, dentro do Ritz Four Seasons. Crédito: Divulgação/Divulgação

Inserido no Four Seasons Hotel Lisbon, hotel que passou por recente renovação, o restaurante capitaneado pelo chef Pedro Pena Bastos propõe receitas criativas que chegam à mesa em pratos que mais parecem obras de arte. Entre criações com a sua assinatura estão as Lulas, como prato principal, receita que leva avelãs, bergamota, manteiga de alga torrada e caviar; e os Figos, como sobremesa: para escoltar a fruta, beterraba, limão e “musgo de rena”.


Villa Foz – Porto




Dentro do Villa Foz Hotel e Spa, membro do selo Design Hotels, e a poucos passos da Praia do Homem do Leme, o chef Arnaldo Azevedo propõe uma cozinha contemporânea onde se sobressaem as texturas e sabores. Abre apenas para o jantar.


Sustentabilidade

Em tempo: Portugal ganhou mais uma estrela verde, atestado de sustentabilidade, para um restaurante que já consta do seleto grupo de duas estrelas Michelin do país: o Il Gallo d’Oro, no Funchal, Ilha da Madeira. Este foi o ano de estreia do país nesta categoria.


Fonte: Viagemeturismo

6 visualizações0 comentário