• Rafaella Galardo

Obras em casa: o que querem fazer os portugueses em 2022?

Eficiência energética será um 'must have' em 2022, mas não só. Estudo do portal habitissimo revela as principais tendências para o próximo ano.

Com o novo ano à porta, surgem também os planos e ideias para tornarmos as nossas casas mais acolhedoras - desde grandes obras ou simplesmente a pequenas remodelações. Mas afinal, o que querem os portugueses para os seus lares em 2022? O portal habitissimo lançou o seu inquérito anual aos utilizadores da plataforma para dar resposta a essa mesma pergunta.

O impacto da Covid-19 na remodelação da casa

O tema das remodelações da casa é bastante popular, sejam trabalhos mais simples ou mais complexos. No entanto, o fator pandemia ainda contribui bastante na decisão dos portugueses sobre se vão ou não remodelar a casa em 2022, mais especificamente a forma como a Covid-19 afetará os rendimentos familiares. Assim, apesar de 38% das pessoas terem respondido no inquérito habitissimo que tinham intenções de renovar a casa no próximo ano, 26% dos inquiridos referiu o mesmo desejo, embora tudo dependa da situação da pandemia e de como ela evolui e afeta a situação financeira da família.


Divisões que mais se desejam renovar

Ainda no tema das remodelações/renovações, os portugueses destacam três divisões da casa que pretendem modernizar. Assim, 47% das pessoas pretendem remodelar a sua cozinha, algo que é muito popular em Portugal, já que muitas cozinhas contam com pouca funcionalidade ou com mobiliário mais antigo. A segunda divisão mais mencionada é a casa de banho, com 47% dos inquiridos a desejar modernizar esta divisão, e assim resolver também problemas estruturais com a divisão. Por último, 30% das pessoas querem renovar o seu quarto, tornando-o mais confortável e acolhedor.


Reparações e manutenções

É sabido que a maioria das casas portuguesas são já antigas, e por isso, não é de espantar que, nos objetivos dos inquiridos para 2022, se destaque o tema de reparações e de manutenção. O aumento das contas também leva a que muitos desejem trocar os sistemas que têm em casa por outros mais eficientes, evitando, por exemplo, fugas de água. Dessa forma, 24% dos inquiridos pretendem levar a cabo trabalhos de reparação e/ou manutenção da canalização da sua casa, enquanto 18% pretendem fazer o mesmo, mas para a eletricidade.


Eficiência energética: o 'must have' de 2022

As nossas casas não costumam ser muito eficientes em termos energéticos, e, por isso, são muito quentes no verão, e excessivamente frias no inverno, o que afeta a qualidade de vida e o bolso dos portugueses, já que gastam mais em aquecimento. As janelas são uma das fontes mais comuns de perturbação da eficiência, e, por isso, 60% dos inquiridos tem pretensões de melhorar o isolamento térmico da casa e substituir portas e janelas por modelos que sejam mais eficientes.


O questionário habitissimo revela muitos dados interessantes sobre o que os portugueses querem para as suas casas em 2022, não só em termos de coisas que desejam fazer, mas também onde se pretendem realizar essas obras. Assim, 83,33% dos usuários pretendem efetuar a obra, reparação ou renovação na sua casa principal, enquanto apenas 8% pretende realizar esses serviços em propriedades de investimento, para arrendamento ou venda.


Fonte: Idealista

4 visualizações0 comentário