• Rafaella Galardo

Mudar a bancada da cozinha: tudo o que é preciso saber

É uma das peças mais utilizadas da cozinha, por isso é aconselhável investir numa que possa durar muitos anos.

Para apoiar as compras, como superfície de trabalho até, em algumas casas, ou como assento improvisado para os mais pequenos da família: a bancada é um dos elementos-chave da cozinha. Se fizeres uma boa escolha, em termos de durabilidade, e materiais que exigem pouca manutenção, poderás ter uma boa bancada de cozinha durante muitos anos. Deixamos-te algumas ideias que deves ter em conta na hora de decidir.

Tirar medidas à bancada da cozinha

O comprimento das bancadas de cozinha dependerá dos materiais escolhidos, mas geralmente fica entre 3,5 e 4 metros. A profundidade é geralmente equivalente à dos armários baixos mais os centímetros da porta e da saliência. A espessura mínima, 12 mm, encontra-se no porcelanato e pedra sinterizada. Os de madeira, pedra e laminado são mais grossos: entre 20 e 40 mm.

Materiais de bancadas de cozinha

Os que duram mais são o quartzo, o granito e a porcelana, embora o resto dos materiais aguente bem por um período mínimo de 10 anos. Os de quartzo são os mais caros: existem muitas cores mas não resistem bem ao calor. E, embora suportem bem o peso, podem ceder. Já as de granito resistem ao calor, mas não aos golpes. Normalmente possuem um acabamento protetor que as protege de manchas, líquidos, mas que devem ser renovadas a cada quatro anos. O porcelanato resiste a praticamente tudo: choques, calor direto, arranhões e tem quase garantia vitalícia. Mas habitualmente é mais caro, sim.

Se estás a pensar se vale a pena pôr uma bancada de cozinha em madeira, deves saber que embora dê um acabamento muito acolhedor na cozinha, a madeira não suporta bem o calor direto. A favor: é um material mais económico, e se meteres verniz, vais conseguir protegê-la da humidade e arranhões.

Se pretendes dar um ar industrial à cozinha, opta por uma bancada em aço: refletem a luz, limpam-se muito bem e suportam o calor sem problemas. Cuidado porque um golpe forte poderá danificá-la e é verdade que, com o passar do tempo, acabam por perder o brilho.

Que cor escolher?

Como pode acontecer com as paredes de uma casa, cores fortes e vivas podem parecer maravilhosas no início, mas vão cansar-te mais cedo ou mais tarde. Tons neutros e naturais (branco, cinza, bege, areia) ficam sempre bem na cozinha. O branco traz luminosidade, sem dúvida, mas cuidado porque é o que se suja com mais facilidade e qualquer mancha será vista imediatamente.

Higiene da bancada de cozinha

A cozinha é um dos lugares mais sujos da casa, nomeadamente o lava loiça. É preciso saber que as bancadas devem ser antibacterianas: as de madeira e pedra, por exemplo, precisam de um tratamento externo que garanta essa higiene.

Quanto custa mudar a bancada da cozinha?

Bem, na verdade, vai depender da nova bancada escolheres, há muita variabilidade de preços. Recomendamos que contrates um serviço completo de medição, retirada da bancada antiga, transporte, montagem, instalação de lava loiça, torneira e placa.


fonte: idealista

2 visualizações0 comentário